terça-feira, 3 de novembro de 2009

O regresso da ave de rapina!

São 4 épocas de Jesualdo no Dragão e 4 qualificações consecutivas do FC Porto para os Oitavos-de-final da Liga dos Campeões. E desta vez, foi logo à 4ª jornada. Nada mau!
A jornada de hoje da 'Champions' acabou por ser bem generosa para o FC Porto. Além de não ter realizado uma grande exibição (o resultado foi bem melhor!), o FC Porto ainda viu o At. Madrid empatar com o Chelsea (o efeito Quique Flores ainda não é suficiente para derrotar os londrinos), ou seja, esse resultado garante-lhe a qualificação para a próxima fase e, ao mesmo tempo, deixa-lhe margem para discutir o primeiro lugar do grupo com o Chelsea.
Hoje, a exibição do FC Porto não foi muito diferente das dos últimos jogos. Houve um pouco mais de entrega e alegria, mas isso terá ficado mais a dever-se às características da competição e ao perfil do adversário do que às alterações que Jesualdo promoveu no «onze». A máquina continua pouco oleada! O que não deixa de ser irónico é que, mesmo assim, o FC Porto já está qualificado para os Oitavos da 'Champions' e mantém o objectivo do 'Penta' bem ao seu alcance, ou seja, continua a haver margem para melhorar.
Quanto ao APOEL, apesar de ser uma equipa demasiado previsível para competir numa prova como a 'Champions', mostrou que é uma formação organizada e unida. No jogo de hoje, só não criaram mais dificuldades ao FC Porto porque os níveis físicos da equipa não o permitiram. O APOEL só durou 60 minutos!
Agora, o FC Porto pode colocar todas as energias na discussão da Liga portuguesa e enfrentar o Chelsea sem qualquer pressão adicional.
É curioso que, durante o 'reinado' de Jesualdo Ferreira, o FC Porto tem discutido sempre a liderança do grupo com equipas inglesas. Na época passada e em 2006/07 discutiu o primeiro lugar do grupo com o Arsenal, enquanto que em 2007/08 o adversário foi o Liverpool. E a verdade é que o FC Porto não se tem dado nada mal com essa discussão, pois foi duas vezes primeiro classificado do grupo e apenas uma vez segundo (em igualdade pontual com o Arsenal). Desta vez, será o Chelsea a pôr à prova o (bom) hábito dos «tetracampeões».
Mas também haverá outros motivos de interesse na visita dos londrinos à Invicta, pois além de possibilitar o reencontro com 5 (!) jogadores (Hilário, Ricardo Carvalho, Paulo Ferreira, Bosingwa e Deco) que já representaram o FC Porto, esse jogo também vai marcar o regresso de Deco ao Dragão com a camisola de outro clube vestida (estamos certos que o público lhe vai dispensar uma grande ovação!). Por tudo isso, venha daí o Chelsea!
Positivo (+):
- o espírito de sacrifício de Raúl Meireles;
- a lucidez e serenidade de Sapunaru a defender;
- a confiança e forma física de Guarín;
- Falcão, não só pelo golo mas também pela contagiante entrega ao jogo;
- a forma autoritária como Bruno Alves e Rolando defenderam;
- a entrada de Tomás Costa;
Negativo (-):
- a falta de eficácia de Hulk na finalização;
- as dificuldades do meio-campo do FC Porto em servir os avançados;

4 comentários:

Nuno Silva disse...

O Porto cumpriu. O futebol não foi de grande qualidade, mas foi intenso e a atitude foi a correcta.

O Jesualdo repôs o Falcão e Rodrigues no ataque e colocou o Guarin, que tem estado (quase) sempre bem, quando é chamado. Estivemos perto do onze base que só Jesualdo parecer por vezes não perceber.

Entramos num típico 4-3-3, por vezes com o Hulk e Rodrigues demasiado recuados, o que se camuflava num 4-5-1.

O trio do meio campo também foi modificado e eram só Bulldozers... a criatividade não morou por lá (o Belluschi não jogou por opção), mas ainda assim o Guarin esteve muito bem. A defesa esteve sólida, com relativo pouco trabalho já que o Porto colocou o jogo à distância.

Falta muito mais eficácia na concretização.

Não houve facilitismos e nestas provas tem que se ganhar estes jogos. São estas equipas que comprometem os apuramentos.

como se vê por estes dados estatísticos, o Porto, acertando na concretização tem tudo para estar bem em todas as frentes.

O problema da concretização não está propriamente na execução por parte dos atletas mas na forma como o Porto faz o ataque e as oportunidades que dão origem aos remates. Os remates são demasiadamente de longe e surgindo de acções individuais não devidamente apoiadas são quanto a mim o problema. O jogador na posse da bola remata porque o Porto consegue fazer a transição e colocar os atletas perto da baliza... Só que chegam (quase) sozinhos ou sem boas soluções para permitir a finalização em situação mais favorável! Falta apoio, por isso não venham criticar os poucos que ainda conseguem fazer algo sem apoio. Verdade seja dita, mesmo sem qualidade individual o Mariano ainda é dos poucos que vai dando apoio ao ataque... é esforçado.

era bom o Chelsea poder gerir alguns dos seus recursos e podermos ficar de novo em 1º do grupo!

Saliento aquela contabilização de pontos comparativa à época anterior. Para já.. o Porto é a equipa que mais melhorou! e é óbvio, o Benfica teve na época anterior um bom arranque, o Sporting esteve pouco melhor e o Porto que andava ao tropeções, nesta época está a conseguir sobreviver, apesar da fraca qualidade de jogo. Se a evolução se mantiver é de esperar um fortíssimo candidato ao título e ainda com tempo para recuperar o tempo perdido.

Pena é que as equipas de Jesualdo demorem demasiado tempo a evoluir... agora mesmo continua em experiências: entram e saem jogadores, tentam-se outros esquemas (4-4-2)... a estratégia é que é a mesma: transições rápidas, pouca posse de bola, linha ofensiva subida e (demasiado) distante do meio campo, e duas linhas coesas e próximas (meio campo + defesa), mas recuadas.

A dificuldade em fazer uma posse de bola com criatividade, dinâmica, desposicionamentos mantém-se evidente, fruto da falta de verdadeiros elementos criativos no meio campo e com certeza da opção de não treinar bem estas situações.

Em termos de atitude em campo também não há melhorias... estamos bem nos jogos importantes e tendencialmente sobranceiros/expectantes contra equipas menos cotadas, especialmente nos jogos caseiros e entre jogos de Liga de Campeões.

www.remateabaliza.blogspot.com

Armando Pinto disse...

Estou contente pela vitória, mas insatisfeito com os golos desperdiçados, sobretudo pela displicência do Hulk (está a precisar de um bom raspanete do treinador, em privado obviamente). Passamos, e isso é que mais interessa, mas tem de se melhorar nos aspectos menos positivos, e de certeza que esta equipa ainda nos vai empolgar.
Como em 1986/87, quando a nossa equipa envergou calções brancos a compor o equipamento com a camisola tradicional, na caminhada para a nossa 1ª Taça dos Campeões Europeus, também desta vez pode dar bom augúrio esta vitória da passagem à fase seguinte da mesma prova, agora chamada Liga dos Campeões... Europeus!

Dragaopentacampeao disse...

Vitória justa num jogo de dificuldade média face à pouca valia do adversário, um dos mais fracos, que me lembro do FC Porto ter defrontado a este nível.

Objectivo já conseguido e só por isso Jesualdo e a equipa estão de parabéns.

Talvez esteja a ser exageradamente exigente com esta equipa, mas não consigo compreender a falta de qualidade patenteada contra equipas de menor dimensão. Curiosamente, o único jogo em que o FC Porto, demonstrou classe foi exactamente o que perdeu frente ao Chelsea, alcançando um resultado injusto.

Chega a ser desesperante ver falhar tantos lances, tantos passes e tantas oportunidades de golo, daquelas que não se admitem nem aos principiantes.

Este é um Porto(no momento) recheado de «Marianos» (lutadores, trapalhões e perdulários). Desta forma o objectivo dos oitavos ficaria mesmo por aí.

Acredito que há margem para melhorar. Só pode melhorar.

Jesualdo lá vai levando a água ao seu moinho, ainda que sem o brilhantismo que faz reviver em nós a convicção da glória. Do mal o menos!

Um abraço

dragao e tripeiro disse...

Eu continuo a ver um Porto lutador mas algo trapalhao. Falta um jogador que distribua o jogo que precisamos. Existe demasiado espaco vazio na transicao defesa-ataque, vimos ontem imensas vezes o Porto sair para o ataque atraves do Hulk ou Falcao e Rodriguez que sao jogadores que devem estar na posicao do ultimo passe. Tirando isso, já esta!

Abraco!