domingo, 14 de fevereiro de 2010

O 'Penta' preso por arames!

Não está a ser nada fácil lidar com o atraso pontual que nos coloca à beira do precipício (neste momento, o FC Porto diz adeus ao ‘Penta’ se permitir que a desvantagem para os primeiros supere os 6 pontos). Depois do empate (0-0) de hoje, estamos ligados à máquina!
A verdade é que o campeonato vai avançando e a margem de recuperação vai sendo cada vez menor. Agora, será obrigatório vencermos o Sp. Braga na próxima jornada (e atenção, porque o Sp. Braga, ao contrário do FC Porto, não terá uma desgastante jornada europeia a meio da semana). É isso que a partir de agora vai ser (ou já está a ser!?) complicado para o FC Porto: lidar com o “obrigatório vencer”.
Mas também não tinha graça nenhuma comandar todos os anos a Liga do princípio ao fim, não é? Este novo cenário também coloca novos desafios e motivações ao FC Porto. É provável que o FC Porto não vá ganhar este campeonato. No entanto, há mais competições para vencer e há uma luta para manter até ao fim. Um aviso aos nossos adversários: difícil não é ser campeão, difícil é continuar sempre no topo!
Hoje, o FC Porto acabou por acusar o desgaste da sobrecarga de jogos das últimas semanas. A semi-poupança que Jesualdo promoveu frente à Académica fez hoje mossa. Houve ali muita gente (Belluschi, Rúben Micael, Mariano Gonzalez, Varela,...) a quem o cansaço mental e físico tirou clarividência. Voltou a não faltar atitude, mas a lucidez e agressividade na hora de finalizar não foram as mesmas de jogos anteriores.
Agora, segue-se o Arsenal. Perante os resultados e as exibições que os ingleses realizaram na actual edição da ‘Champions’ (principalmente nos jogos em Londres), é fácil concluir que o FC Porto não pode deixar de pensar em marcar muitos golos para poder seguir em frente. A postura em campo deverá corresponder ao seguinte: se o Arsenal marcar 3 golos, teremos de marcar 4! E mais: uma possível vitória pela margem mínima, no jogo do Dragão, não garante nada a quem ainda tem de desafiar o Arsenal no ‘Emirates Stadium’. Vamos defrontar um adversário que não é nada contido quando se trata de atacar e marcar golos. Ou seja, com Hulk ou sem Hulk, vamos mesmo ter de ser bravos!Positivo (+):
- a atenção de Helton e o autoritarismo de Rolando (curiosamente, dois jogadores que não foram utilizados a meio da semana);
- a profundidade que Miguel Lopes e Fucile deram às laterais;
- uma ou outra iniciativa de Rúben Micael;
Negativo (-):
- a dificuldade que o FC Porto revelou para lidar com a forma aguerrida e pressionante como o Leixões se apresentou nos primeiros 45 minutos;
- a falta de agressividade do trio-de-ataque do FC Porto (Varela, Falcão e Mariano foram sempre pouco incisivos a atacar a baliza);
- a natural falta de frescura física e mental de alguns jogadores do FC Porto (a sobrecarga de jogos veio confirmar as limitações do plantel 2009/10);

3 comentários:

Anónimo disse...

Paixão = roubalhão! A farsa continua! A onda vermelha de falcatruas avança! Viva a Mourilândia! É preciso alguém do Clube vir a terreiro dizer que isto é uma campanha orquestrada contra o FC Porto. Que um bando de f.p. quer entregar o título aos mouros! Digam-lhes que isto é uma roubalheira escandalosa e que se lixem os castigos que daí advierem... Haverá pior castigo do que ter que suportar isto calado?
F. Moreira – V. Real

Dragaopentacampeao disse...

Desistir não faz parte do nosso ADN, mas se as coisas já se encontravam difíceis, este percalço complicou ainda mais a nossa tentativa de recuperação.

São dois adversários à nossa frente com algum conforto e as oportunidades vão escasseando.

Só mesmo uma revolução ou um tsunami poderão inverter a situação.

No jogo de ontem a precipitação e atrapalhação tomou conta de alguns jogadores influentes,o Silvestre Varela foi o expoente deste estado de espírito, principais razões para o resultado alcançado.

Sei que o Paixão não desiludiu os seus prosélitos, mas que diabo, tínhamos a obrigação de ter marcado os golos suficientes para ultrapassar também essa previsível dificuldade, ocasiões não faltaram.

Resta-nos fortalecermos-nos para enfrentar os próximos desafios com coragem e determinação. Jamais atiraremos a toalha ao chão.

Um abraço

The Blue One disse...

Eu nunca ligo ás Arbitragens, mas o que aconteceu em Matosinhos foi demais e mostra que se este ano o Benfica for Campeão não será por seu mérito, mas sim porque o empurraram para tal.

Esta "coisa" de nome Paixão viu o lance e sabia muito bem que era GP. Não marcou porque não lhe apeteceu ou porque anda com peninha do Benfica.

Custa-me dizer isto, mas já não acredito no Penta, porque é demais tanta perseguição ao FC Porto.

Aimar simula uma GP e leva uma palmadinha nas costas (multa) e um não voltes a fazer. O Lizandro, que já nem está nas fileiras do FC Porto, leva uma multa e uma suspemsão inédita por ter simulado uma GP.

O Javi Garcia leva um Sumaríssimo, o Benfica recorre e este faz 3 jogos seguidos sem sequer ser suspenso e Hulk está há 3 meses suspenso o que é o mesmo que dizer 12 jogos da Liga Sagres...

Porque motivo a SAD fez tanta asneira no inicio da temporada?

Agora temos de aturar os morcôes de vermelho que querem ganhar mesmo que o Campeonato seja gamado á força toda para eles serem felizes.

Venha a Europa, pois ai ainda dão valor ao Dragão ao contrário deste Portugal que cada vez mais se assemelha a um qualquer Circo onde os Mafiosos de Vermelho abundam e mandam.

Grande abraço e saudações Portistas!!!