sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Um FC Porto desembaraçado

Fechado o período de transferências, é altura de fazermos uma breve análise ao FC Porto 2010/11. Notou-se o esforço que foi realizado pela SAD para oferecer a Villas-Boas um plantel compatível com o discurso ambicioso de «tentar vencer todas as competições».
As vendas de Bruno Alves e Raul Meireles renderam aproximadamente 35 milhões de euros, um valor que teria de ser considerado excepcional não fosse o facto do FC Porto ter gasto mais de 25 milhões de euros no reforço do plantel. Ou seja, as reduzidas mais-valias da SAD reflectem a vontade do FC Porto em recuperar o título e não ficar atrás do investimento realizado pelo nosso maior rival. É uma estratégia de risco, pois o FC Porto só verá esse esforço financeiro ser recompensado se participar na próxima edição da Liga dos Campeões. Ainda assim, haverá sempre a possibilidade de, no Verão de 2011, alienar o passe de um dos dois actuais maiores activos da SAD: Hulk e Falcão.
No que à constituição do plantel diz respeito, a SAD deixou Villas-Boas sem qualquer margem para lamentos. Foi-lhe oferecido um plantel forte e equilibrado. Aliás, há muito tempo que não havia tantas e tão boas opções para o meio-campo (isso até permitiu a Villas-Boas não forçar a utilização de Ruben Micael, que vem de um longo período de paragem). Neste momento, só podemos lamentar a saída de uma voz de comando como Bruno Alves. No entanto, num futuro próximo será inevitável vermos surgir um novo líder no FC Porto 2010/11. Ainda assim, podemos ter alguns problemas no centro da defesa se Otamendi não se adaptar rapidamente ao modelo de Villas-Boas e ao exigente futebol europeu. A confirmar nos próximos jogos…
Numa análise simplista, verificamos que em várias posições possuímos os melhores intérpretes da Liga portuguesa: o melhor guarda-redes (Helton), o melhor lateral-esquerdo (Álvaro Pereira, ex-aequo com Fábio Coentrão), o melhor nº 6 (Fernando), o melhor extremo/avançado (Hulk) e o melhor ponta-de-lança (Falcão).
As laterais parecem ser a maior preocupação do FC Porto 2010/11. Mas esse é um problema que enfrentam todos os grandes clubes europeus, pois não é fácil encontrar o ‘defesa-lateral perfeito’ (Álvaro Pereira tem tudo para se tornar num desses casos). Nesse sentido, a forma como Villas-Boas vai posicionar tacticamente a equipa parece ser mais importante do que os atributos dos laterais ao seu dispor. Basta reparar no que têm sido as últimas actuações de Sapunaru, um jogador vulgar que tem conseguido dar algum equilíbrio ao lado direito da defesa. No fundo é esse o papel dos bons treinadores: fazerem um jogador parecer melhor do que aquilo que é.
Até este momento, Villas-Boas venceu apenas uma Supertaça, mas ninguém pode negar que o futebol do FC Porto é agora mais vistoso e entusiasmante do que aquele que era praticado pela equipa do desgastado Jesualdo Ferreira. Eu destaco a forma muito mais solta como os jogadores abordam tacticamente o jogo. Há mais liberdade para percorrerem outras zonas do campo (o exemplo de Fernando é o mais evidente, mas também podíamos referir o grande raio de acção de jogadores como Moutinho ou Belluschi). Não foi à toa que o actual técnico do FC Porto confidenciou que se revia mais em Bobby Robson do que em José Mourinho. Faz sentido, pois nota-se que os jogadores do FC Porto são mais estimulados pela vertente emocional do que pela táctica. Um exemplo: independentemente da qualidade de jogo que apresentou até ao momento, o FC Porto era a equipa com mais vontade de liderar o campeonato. E lidera!

4 comentários:

R.M.Silva da Costa disse...

Sem dúvida que o Futebol Clube do Porto de Villas Boas apresenta diferenças em relação ao passado as quais, pelo que até agora foi demonstrado, com excelentes resultados, e com perspectivas de virem dar muito bons resultados no futuro próximo.

Apesar das saídas, o plantel não parece ter enfraquecido antes indicia melhor e mais qualidade, especialmente naqueles que vêm do ano passado e pareciam apostas falhadas ou em diminuição de rendimento.

Parece ter regressado, por parte da administração, o mesmo empenho no apoio e na procura de condições para recuperar a hegemonia que o FCP vinha detendo.

Nota-se, ainda, o regresso da confiança dos adeptos na equipa técnica o que é muito importante, como feed back para dentro.

Até alguma sorte não tem faltado, e isso é bom.

P. Ungaro disse...

Lidera e muito bem.

Realmente o FC Porto esta diferente, para melhor. Nota-se na atutude e na entrega de TODOS. Na minha opinião o AVB conseguiu unir e motivar a equipa, sabe ler o jogo e nota-se por exemplo que as 2as parte são mais bem jogadas que as primeiras. Mais ainda tem a anuencia dos adeptos.

Com todos estes condimentos temos possibilidades de fazer uma grande campanha.

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

Armando Pinto disse...

O fim de semana está a começar bem...
Hoje, sexta à noite: Gostei... lol... Guimarães, 2-trapasseiros, 1 !!!
Esperemos que continue, com mais uma alegria, mais uma vitória, nossa.

Abraço

http://longara.blogspot.com/

Força Azul e Branca disse...

Muito Boa tarde caro amigo, venho informar que já pode participar na Liga de Apostas do Força Azul e Brança. Consulte neste link as condições e os prémios, deixe um comentário com o seu nickname e comece as suas apostas para a 5ª jornada! (http://forcaazulebrancaa.blogspot.com/2010/09/novo-passatempo-vence-uma-jabulani-no.html ) Participe sem falta! Inscreva-se já, não perca tempo!

Pode ainda participar noutro passatempo e ganhar prémios, basta ser original! Consulte o passatempo no link á frente disponibilizado (http://forcaazulebrancaa.blogspot.com/2010/09/passatempo-forca-fcp-participa-e-ganha.html )

Faço um apelo e se ainda não é seguidor, faça-o e ajude a tornar o blog um dos blogs com mais seguidores de Portugal. Se ainda não tiver adicionado o blog á sua lista faça-o por favor e responda no meu blog por favor.
http://forcaazulebrancaa.blogspot.com/

Abraços e continuação de excelente trabalho!