terça-feira, 26 de outubro de 2010

Máquina oleada!

Continua a nossa saga de invencibilidade. No entanto, desta vez o FC Porto não se limitou a vencer o jogo e a ser melhor que o seu adversário: fez questão de oferecer aos adeptos uma exibição de gala. Neste momento, este FC Porto é uma máquina a jorrar bom futebol. Uma locomotiva a andar demasiado depressa. É o TGV de Villas-Boas!
Três meses depois do início da época o FC Porto tem praticamente estabilizado o seu método de jogo e intérpretes. Aliás, neste momento existe apenas um lugar no «onze» que coloca dúvidas a Villas-Boas: o lateral-direito (a saída de Belluschi do «onze» terá apenas a ver com alguma rotatividade). Actualmente, o treinador do FC Porto tem necessidade de optar entre a dinâmica e velocidade de Fucile, e a consistência táctica e jogo mais posicional de Sapunaru (talvez consoante o esquema e as características do adversário, pelo menos enquanto nenhum dos dois se afirmar). Esta estabilidade que o FC Porto tem revelado parece estar para durar, ou seja, fica a sensação que a equipa não vai ficar abalada pela provável perda de pontos que, num futuro mais ou menos próximo, irá sofrer. Mas será pouco provável vermos este FC Porto entrar num mini-ciclo de maus resultados. Esta não é uma equipa de fogachos nem de ‘bons começos’.
A estrutura do FC Porto soube ler e interpretar o 3º lugar da época passada e responder de forma agressiva e assertiva à “ousadia” do ‘Benfica de Jesus’. Era necessário um novo discurso e uma nova forma de abordar os jogos que, reconheçamos, nos surpreendeu pela rapidez com que foi colocada em prática. Excelente trabalho!
Agora, antes da recepção ao Benfica, o TGV vai passar por Coimbra. Vamos lá ver se a consistente e motivadíssima ‘Académica de Jorge Costa’ consegue travar o comboio de Villas-Boas.
Positivo (+):
- a exibição do FC Porto: empolgante!
- Hulk e Falcão: ontem, a cumplicidade entre os dois atingiu níveis estratosféricos; Paixão pelo jogo, entrega, golos, assistências,… Enfim, partiram tudo! (nota: será exagerado dizermos que Hulk tem o mesmo ADN de Ronaldo e Messi?);
- mais um jogo brutal de João Moutinho (corre, defende, ataca, desarma, remata,… e nunca se cansa!);
- o futebol adornado de Ruben Micael (parece que joga de pantufas) foi muito útil no jogo de ontem;
- a excelente coordenação defensiva do FC Porto (perdemos a conta ao nº de vezes que os avançados da U. Leiria caíram em situação de fora-de-jogo);
Negativo (-):
- é difícil falar de algo negativo numa exibição quase perfeita do FC Porto, ainda assim destacamos dois detalhes: a exibição algo confusa de Fucile e a falta de serenidade que Fernando (fez um excelente jogo!) revelou no lance da grande-penalidade;

2 comentários:

BestOfFutebol disse...

Amigos e colegas, criamos um video que mostra mais uma das verdades do futebol português, e estamos a começar uma petição, para recebermos o Benfica no Dragão com flores e beijinhos.

Gostávamos de contar com o vosso apoio para a divulgar.

Porque acreditamos que se formos muitos, vamos conseguir envergonhar e colocar ao ridículos, todas as ultimas atitudes do Benfica...

http://www.bestoffutebol.com/2010/10/autocarro-do-benfica.html

Dragaopentacampeao disse...

Jogo bonito, prático, eficaz, estético e de grande expressão colectiva.

Um regalo para os olhos e um orgulho para adicionar à paixão clubista.

Que seja para continuar.

Nesta bela exibição, houve ainda alguns (poucos) que não conseguiram o brilhantismo dos colegas.

Quero no entanto realçar a melhoria de Rúben Micael, demonstrando que na sua melhor forma será titular de pedra e cal.

Moutinho, Falcao e Hulk, os grandes expoentes desta equipa.

Gostei!

Um abraço