segunda-feira, 26 de março de 2012

Resta-nos apoiar e ter paciência!

Não há forma do FC Porto entrar numa dinâmica de vitória. Depois de ter feito o mais difícil (recuperar 5 pontos para o Benfica e vencer na Luz), o FC Porto cedeu 4 pontos frente a equipas do meio da tabela. A equipa joga como quem caminha num trapézio: num momento parece controlar o jogo, mas no minuto seguinte concede uma oportunidade flagrante de golo ao adversário.
Ontem, apesar de ter estado por cima no jogo durante quase 60 minutos, o FC Porto voltou a não conseguir controlar a partida no período de reacção do Paços (e não foi por culpa de Hulk e Moutinho: os melhores em campo!).
A verdade é que a apenas 6 jornadas do fim da liga deixou de fazer sentido discutir a opção do treinador por jogador A ou B, ou colocar em causa a forma física de X ou Y. Há muito tempo que o FC Porto não nos oferece uma exibição cheia e consistente, mas isso passa para segundo plano tendo em conta as circunstâncias que estamos a viver: em termos emocionais, este é o campeonato mais desgastante das últimas épocas. Resta-nos continuar a apoiar e ter paciência!

2 comentários:

Anónimo disse...

Resta-nos apoiar nisso estou de acordo, agora mais paciência nem pensar...

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Temos que ser realistas e analisar com o distanciamento possível sem nos deixarmos atraiçoar pela paixão votada ao nosso Clube do coração.

O coração diz-me que, apesar de tudo, podemos ser campeões, mas realisticamente, entendo que temos poucas hipóteses. Esta equipa está muito longe do FC Porto dos últimos anos. Não tem liderança nem estofo. É um conjunto à deriva, que só admira é como, a jogar desta forma, ainda é o líder do campeonato.

Está na cara o desfecho destas prestações. Não, não é atirar a toalha ao chão, é apenas e só a constatação de uma realidade que há uns meses atrás não se adivinhava.

Quero muito que o FC Porto, ainda assim, seja campeão, mas se conseguir, será um campeão sem honra nem glória!