domingo, 26 de abril de 2009

Teremos sempre Lisandro Lopez!

A contagem decrescente não pára. Agora, ficam a faltar 8 pontos para o tetra! Apesar de não ter realizado uma exibição que contagiasse os adeptos presentes no Dragão, o FC Porto foi seguro e nunca vacilou. A verdade é que a postura ultra defensiva do Vitória também não incitava ao futebol espectáculo. O Vit. Setúbal apresentou-se em campo com 5 (!) defesas centrais no «onze» inicial. Perante a estratégia do adversário, o FC Porto nem necessitou de fazer uma exibição vistosa, bastou pressionar um pouquinho mais para 'abrir' a muralha do Vitória.
Depois da vitória (2-0) de hoje, e perante os resultados dos rivais, o FC Porto passou a ter o melhor ataque (52 golos marcados) e a melhor defesa da Liga (16 golos sofridos). No entanto, Jesualdo tem um problema para resolver: sempre que é utilizado como médio-interior, Mariano Gonzalez não revela a mesma clarividência e qualidade de passe de Lucho Gonzalez.
Hoje, valeu o instinto de Lisandro Lopez que, depois de duas belas jogadas de futebol colectivo, finalizou com classe. O FC Porto soube interpretar bem o que o jogo pedia: paciência e eficácia.
Quem continua a não entender muito bem as vicissitudes do futebol português é Quique Flores. Esta semana, o espanhol concluiu que o FC Porto, depois de derrotado pelo E. Amadora, não é imbatível. Mas o FC Porto não pretende ser imbatível, quer apenas vencer mais vezes que os adversários, o que tem conseguido! Felizmente, nós temos um treinador que entendeu que no FC Porto não há projectos a médio-prazo. É preciso ganhar... hoje! A imprensa indígena até se tem esforçado por destacar um ou outro erro de arbitragem que possa ter favorecido o FC Porto, mas não é por aí. O FC Porto está forte! Os 'faits-divers' ficam para quem já anda a preparar a próxima época (onde, e quantas vezes, é que já vimos este filme!?). O mais engraçado é que os cronistas da imprensa indígena que agora idolatram Rui Costa são exactamente os mesmos que elogiavam Vale e Azevedo. Que incoerência!
Mas vamos ao que interessa, o tetra! Na próxima semana, será importantíssimo vencer o Marítimo para tentarmos chegar à penúltima jornada em condições de, matematicamente, garantir o título. O FC Porto deve evitar ter de deixar tudo para a última jornada. Depois da visita à Madeira, segue-se a recepção ao Nacional e, na penúltima jornada, a visita ao Trofense. Será que a Trofa (terra de muitos portistas) vai ser o berço do tetra?

3 comentários:

dragao vila pouca disse...

Foi um jogo muito parecido com o de Coimbra: primeira-parte fraca e melhorias substanciais, na segunda, levam a vitória justa, com exibição pouco brilhante.
Mas, se nesta altura, sem dois dos jogadores mais influentes - Lucho e Hulk -, não é tempo para Ópera e sim tempo para ganhar, as exibições das primeiras-metades, não se podem repetir, sob pena de podermos sofrer dissabores, derivados de más entradas no jogo.

Lisandro na hora certa e no momento oportuno, assumiu-se e liderou a equipa para a vitória. São assim os grandes jogadores: aparecem nas alturas decisivas!

O jogo de Domingo, na Madeira, frente ao Marítimo, é a chave do título.

Um abraço

Dragaopentacampeao disse...

Da primeira parte nem é bom falar porque o FC Porto, o verdadeiro, só entrou no segundo tempo.

Jesualdo deve ter puxado algumas orelhas!

A equipa recente-se naturalmente de duas ausências importantes como são a de Lucho e Hulk. Mas também do desgaste que o mês de Abril obrigou.

Apesar disso, o FC Porto logrou manter-se na crista da classificação e não cedeu qualquer ponto, dos quatro de vantagem que já dispunha, o que tem provocado alguma azia dos rivais.

Lisandro é agora o próximo alvo a abater. Pancadaria não tem faltado, ainda ontem voltou a ser bombo da festa. Só nos faltava perder mais este baluarte.

Seguem-se dois jogos de grandes dificuldades, contra adversários que nos costumam surpreender.

Só considerarei o campeonato ganho quando matematicamente estiver garantido. É que a irregularidade exibicional pode trazer dissabores.

No entanto, se o Porto trouxer da Madeira os três pontos o objectivo estará muito mais perto.

O fim deste ciclo arrasador de dois jogos por semana contribuirá certamente para um desempenho mais regular. Assim o espero.

Um abraço

POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL disse...

http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/