quinta-feira, 8 de julho de 2010

Um FC Porto à imagem do ‘tiki-taka’

Neste momento, é impossível olhar para o meio-campo do FC Porto e não deixar de pensar no ‘tiki-taka’, aquele cativante carrossel de posse de bola barcelonista e da Selecção espanhola. Um estilo assente na posse e na criatividade, termos que Villas-Boas não se cansou de usar aquando da sua apresentação como treinador do FC Porto. De facto, na próxima época podem vir a surgir algumas semelhanças (nas devidas proporções, claro!) entre o meio-campo de ‘baixinhos’ do ‘Barça’ e o novo modelo e intérpretes do FC Porto. Fernando, Belluschi, Rúben Micael e João Moutinho serão os ‘baixinhos’ responsáveis pelo bom futebol que o FC Porto possa vir a praticar em 2010/11.
É claro que decalcar o ‘tiki-taka’ do ‘Barça’ e da Selecção espanhola não é nada fácil. Mas neste momento nem sequer pedimos tanto. Um FC Porto com prazer de ter a bola e a desfrutar do jogo, algo que na época passada nunca aconteceu, já seria uma base suficientemente entusiasmante para tentar atingir o principal objectivo da época: recuperar o título perdido para o ‘Benfica de Jesus’.
De uma coisa estamos certos: com estes intérpretes será quase impossível repetir a deficiente qualidade de passe que o FC Porto exibiu em vários momentos da época anterior.
No entanto, também é verdade que passamos a ter um meio-campo mais baixo do que em anos anteriores. Mas isso nem sequer é sinónimo de maior fraqueza, pois é muito mais importante a forma como uma equipa se posiciona a defender do que a altura dos seus jogadores (Inter de Milão e Barcelona, por exemplo, são ‘equipas baixas’ e não deixam de ser competentes a defender o jogo aéreo).
Mas ainda mais importante que o estilo ‘tiki-taka’ é o facto do FC Porto estar muito agressivo em termos de mercado e a mostrar que não vai dormir à sombra de um passado recente vitorioso. Promete!

1 comentário:

Ellis disse...

Parabéns pelo excelente blog!

Convido-os a visitar o http://fromporto.blogspot.com

Um abraço