quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Só dá mesmo para acumular minutos

Mais um jogo da Taça da Liga, mais uma oportunidade para os menos utilizados do FC Porto. Já se percebeu que Jesualdo Ferreira vai continuar a apresentar um ‘FC Porto B’ nos jogos desta competição. Além de dar minutos de jogo aos jogadores menos utilizados, o FC Porto aproveita também para responder com alguma indiferença aos organizadores da competição, isto como resposta à falta de bom senso da Comissão Disciplinar da Liga. Legítimo?
Ainda assim, o facto da competição não ser uma prioridade para o FC Porto, não significa que não haja aplicação e atitude por parte de alguns jogadores.
Hoje, a excelente organização e posicionamento em campo da Académica (Villas-Boas já provou, em tão pouco tempo, que é um excelente estratego) foi suficiente para não deixar o ‘FC Porto B’ jogar.
O Presidente, sentindo a equipa pouco determinada (isso foi evidente no jogo da Luz, com um FC Porto pouquíssimo combativo), resolveu fazer aparições quase diárias para “acordar” as tropas com o seu discurso inflamado. Vamos lá ver se nos próximos jogos esse discurso tem correspondência dentro de campo, pelo menos em termos de atitude e empenho, pois qualidade vai ser difícil pedir ao FC Porto 2009/10 (além de não privilegiar um futebol atractivo, Jesualdo Ferreira também não possui tão bons intérpretes como em anos anteriores, principalmente no meio-campo).
Nem a nossa maior esperança para a segunda metade da época (Diego Valeri) conseguiu hoje dar seguimento à boa exibição de Madrid (hoje jogou demasiado descaído sobre o flanco). Mas também é verdade que é completamente diferente para um jogador ser integrado num «onze» do FC Porto já rotinado, como aquele que defrontou o At. Madrid, ou ser incluído num «onze» de jogadores menos utilizados, como tem acontecido nos jogos da Taça da Liga. A rever… Positivo (+):
- a segurança de Nuno e a regularidade de Tomás Costa;
- 4 pontos em 2 jogos pode ser considerado positivo para um ‘FC Porto B’;
Negativo (-):
- a armada sul-americana do FC Porto (a excepção foi o nº 20), que ‘não aqueceu-nem arrefeceu’;
- a primeira-parte do FC Porto (o primeiro remate surgiu apenas aos… 40 minutos!)

2 comentários:

Luis disse...

Infelizmente mais do mesmo!
Não tem a ver com equipas B que saiba era o jersey azul e branco que estava em campo.
O João Pinto ou o Rui Barros a orientar uma equipa de júniores do PORTO faziam melhor.
Long live to sad, acha que é assim que se diz agora.
Mas eu sou do PORTO e não da sad.

Costa disse...

Todos os Portistas devem assinar - petição investiguem o apito encarnado,
em
http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2010N1050

OK?!