domingo, 15 de agosto de 2010

A caminhada vai ser dura!

O primeiro jogo de qualquer campeonato é sempre complicado, pois ninguém quer entrar a perder (veja-se as surpresas que aconteceram em Paços de Ferreira e no Funchal), mas o FC Porto excusava de ter dado 45 minutos de avanço.
Uma semana depois do frenético jogo frente ao Benfica, era natural que a motivação não fosse a mesma. Ainda assim, não esperávamos que os indíces de agressividade e concentração baixassem tanto, especialmente na 1ª parte. Durante esse período, o FC Porto chegou a assustar-nos: será que íamos ver os mesmos defeitos dos primeiros jogos da época passada? Isso não aconteceu, primeiro porque a Naval não conseguiu manter aquele ritmo intenso e pressionante com que começou o jogo, e depois porque o FC Porto foi suficientemente paciente e astuto para perceber que mantendo o seu estilo jogo acabaría por chegar ao golo, ou seja, nunca caímos na tentação de atacar de forma atabalhoada e bombear bolas para a àrea da Naval.
Se recuarmos 1 ano, ficamos com a sensação que o FC Porto é agora uma equipa mais organizada e que se preocupa em jogar bom futebol. Além disso, Villas-Boas também parece contar com motivação extra dos seus jogadores: há um título para recuperar e os jogadores que têm sido utilizados não parecem condicionados por uma possível transferência, o que não acontecia há um ano atrás, com os apáticos Bruno Alves e Raúl Meireles.
Positivo (+):
- é justo começarmos por destacar positivamente aquele fantástico desarme de Álvaro Pereira sobre Previtali; Estavam decorridos 75 minutos de jogo e o FC Porto jogava apenas com 10 jogadores (Moutinho estava a ser assistido), quando o uruguaio evitou que o ponta-de-lança francês marcasse: um «tackle» que valeu 3 pontos!
- a dupla Rolando-Maicon continua a actuar muito concentrada e também tem beneficiado da confiança transmitida por Helton (está motivado e atravessa um excelente momento de forma);
- Hulk: foi muito individualista, mas os seus arranques foram fundamentais para derrubar a boa organização defensiva da Naval;
- os excelentes indicadores dados por Souza (jogou apenas 10 minutos, mas a vontade que revelou em "pegar" no jogo não engana);
Negativo (-):
- a 1ª parte do FC Porto (onde ficou a intensidade e a 'pressão alta' da semana anterior?);
- a permanência de Sapunaru no «onze» inicial (ontem não comprometeu e até se entende a intenção de Villas-Boas: quer equilibrar a equipa, em virtude do outro lado estar um Álvaro Pereira sempre muito ofensivo, mas o romeno é um jogador sem raça e demasiado posicional. Alguém lhe mostre um vídeo do eterno 'capitão' João Pinto!);
- com dois jogos oficiais já realizados, o FC Porto continua com apenas um ponta-de-lança disponível (no caso de Kléber, não deixa de ser irónico que sejam Marítimo e At. Mineiro a manterem um conflito, e sejam o FC Porto e o jogador a saírem prejudicados);

3 comentários:

R.M.Silva da Costa disse...

O que se espera do FCPorto é iniciativa, nunca passividade calculista. O ritmo tem que ser imposto por nós, não em função do que o jogo obrigar.

Por mim, entendo que o FCPorto deveria entrar entrar forte no jogo e não reagir em desespero quando tudo parece mais difícil.

Armando Pinto disse...

Sábado 14 e Domingo 15 de Agosto, em estágio caseiro forçado, sabendo os resultados depois dos jogos acabados (pelos motivos conhecidos)…:
Desta vez, para começar, até quase que posso dizer que foi bom saber o resultado do Porto só no fim... Dessa forma, qual exibição, qual quê?! sem saber nem ver como jogaram, apenas lendo os comentários nos blogs que costumo ler, enfim, interessou saber que vencemos, e como vencemos foi bom… Não me importava que fosse sempre assim, depois com os mouros, ambos ou seja os mais maus e os menos maus, a perderem para cúmulo - fazendo hoje Deus justiça, finalmente…
Enquento eles já ficaram para trás e vão a 3 pontos de nós, no arranque...
Dou assim este sinal de vida, para os amigos, porque dias assim, no final de contas, até fazem bem ao coração. Mas também dou sinal para que os amigos que gostam das modalidades do FCP e os que acompanham o que me tem sido possível escrever, por exemplo, sobre o atletismo e ciclismo, no meu blog, dizia, poderão ter algum interesse em ler alguns comentários recentes, a esses posts.
Um abraço
http://longara.blogspot.com/

Anónimo disse...

Um início de campeonato excelente, com duas vitórias, melhor era impossível. Vitoria do FC Porto e da Académica.