sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

«Curiosidades FCP» - Barcelona - FC Porto, Taça UEFA 1972/73 (2ª parte)

Em semana de confronto europeu frente a uma equipa espanhola, aproveitamos para recordar uma histórica vitória do FC Porto em pleno ‘Camp Nou’, em jogo da 2ª mão da 1ª eliminatória da Taça UEFA 1972/73.
Já aqui havíamos feito referência à 1ª mão dessa eliminatória (‘post’ de 5 de Dezembro de 2009), que terminou com uma espectacular vitória do FC Porto, sobre o Barcelona, por 3-1 (golos de Barrios, aos 33’, Flávio, aos 48’, e Abel, aos 51’ e 66’).
Hoje, e novamente com a ajuda da imprensa desportiva espanhola (‘El Mundo Deportivo’), recordamos as incidências do jogo da 2ª mão e alguns títulos que os jornalistas presentes em ‘Camp Nou’ escolheram para ilustrar as crónicas que realizaram sobre o jogo.
O FC Porto (de Fernando Riera) deslocou-se à Catalunha, para defrontar o ‘Barça’ (de Rinus Michels), a 27 de Setembro de 1972. Tal como já tinha acontecido no jogo da 1ª mão, a dupla Flávio-Abel (‘los morenos’, como lhes chamou a imprensa espanhola) voltou a fazer a diferença a favor do FC Porto. Aliás, a cumplicidade entre os dois avançados do FC Porto foi mesmo decisiva para eliminarmos o Barcelona na primeira vez que os dois clubes se encontraram em provas da UEFA.
Após a estrondosa vitória (3-1), no jogo da 1ª mão, o FC Porto foi a Barcelona vencer novamente o ‘Barça’, desta vez por 0-1 (golo de Abel, aos 19’).
Deixamos aqui os «onzes» do jogo da 2ª mão (destaque no «onze» do Barcelona para as presenças de Miguel Reina, pai do actual guarda-redes do Liverpool Pepe Reina, e de Carlos Rexach, ex-treinador adjunto do ‘Barça’):
Camp Nou, 27 de Setembro de 1972
Árbitro: Concetto Lo Bello (Ita)
Barcelona: Miguel Reina, Joaquin Rifé, Gallego, De la Cruz, Torres (Juanito, aos 46’), Zabalza, Carlos Rexach, Marti Filosía, Barrios, Asensi e Alfonseda;
Treinador: Rinus Michels
FC Porto: Rui (Armando, aos 23’), Gualter, Valdemar, Rolando, Guedes, Pavão, Celso, Oliveira, Flávio (Lemos, aos 80’), Abel e Malagueta;
Treinador: Fernando Riera;
Golos: Abel, aos 19 minutos.

2 comentários:

Anónimo disse...

Dia (jornada) HISTÓRICO sem dúvida!


A 2ª mão aconteceu no dia de aniversário do guardião RUI (substituido, por lesão, aos 23m pelo Armando)!

E foi kdo Barcelona e FC Porto acordaram no empréstimo do argentino JUAN CARLOS HERÉDIA, lembram-se?

Já repararam na nossa equipa? Em termos de valores individuais compare-se com a de... hoje!!!

Porke seria ke não ganhavamos nada? Nós sabemos, e o amigos?

Exactamente! Faltava-nos um PINTO DA COSTA... para o futebol.

Armando Pinto disse...

Lembro-me bem desse jogo, em que o guarda-redes Armando Silva fez uma exibição portentosa, segurando o resultado praticamente. Essa dupla dos Abel e Flávio, mais o Lemos, eram mesmo bons, pena foi que o sistema vigente em Portugal amordaçado não desse hipóteses...nesse tempo, e mesmo depois teve e tem o F. C. Porto de se impôr, quando pode - já que a época passada não teve armas perante um poder instituído pelo adamastor horrendo do Ricardo Costa, o guarda costas do orelhudo...!