quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Provámos do próprio veneno!

Depois de tanto ter criticado o seu maior rival (pela altivez e pela postura de quem parece andar sempre no pedestal) nos dias que antecederam os jogos da Supertaça e do campeonato, o FC Porto resolveu ir pelo mesmo caminho e apresentar-se em campo com os mesmos defeitos do seu adversário. Ou seja, foi o Benfica a aplicar o que de melhor o ‘FC Porto de Villas-Boas’ tinha mostrado nos jogos anteriores: pressão alta, bom posicionamento em campo e agressividade na procura da bola. Provámos do próprio veneno!
Seria injusto resumir a derrota de ontem aos erros individuais, pois foi o Benfica que obrigou o FC Porto a errar. Ainda assim, não deixou de ser irritante ver aquela excessiva confiança nas trocas de bola entre o Helton e os centrais do FC Porto. O nosso adversário não era o Pinhalnovense (com todo o respeito que a equipa da Margem Sul nos merece), era o (ainda) campeão nacional. Agora, depois de ter sido eliminado de duas competições no espaço de apenas 5 dias (será improvável dar a volta à eliminatória na 2ª mão das meias-finais da Taça), o FC Porto é quase obrigado a eliminar o Sevilha sob pena de ficar os últimos 3 meses da época a jogar apenas para garantir matematicamente o título. Seria pouco (e também seria algo injusto) para quem tanta qualidade mostrou até aqui.
Positivo (+):
- apesar de ter corrido muito riscos (adaptou um central a defesa-esquerdo e não colocou nenhum ponta-de-lança nos 18 disponíveis) Villas-Boas deixou um sinal claro a alguns jogadores (Walter, Fucile,…): é preciso estar no FC Porto de alma e coração!
Negativo (-):
- a abordagem que o FC Porto fez ao jogo: guardem o fato e a gravata para os momentos adequados!
- Maicon: as suas constantes desatenções e a forma pouco cautelosa como aborda alguns lances não deixam dúvidas sobre a dupla de centrais a utilizar nos próximos jogos (e quem sabe até final da época!): Rolando-Otamendi;
- depois do adversário ficar reduzido a 10 elementos, Villas-Boas demorou 80 longos minutos a desfazer o trio de centrais Rolando-Maicon-Sereno;
- os melhores momentos do FC Porto no jogo aconteceram sempre que Hulk descaía sobre uma das faixas (aceita-se que o desleixado Walter continue a não fazer parte do «onze», o que não se aceita é que a equipa seja prejudicada pelo facto de Hulk estar a ser utilizado onde menos rende);

3 comentários:

Anónimo disse...

"Os Cavalos também se abatem...."
Parece que os mind games não foram tão eficazes como se fazia crer.
Para alguém tão inteligente e disciplinado em cultura táctica o Mister Vilas Boas pagou pela boca ao menosprezar aquele que não sabendo dar “uma para a caixa” ainda vai percebendo alguma coisinha de futebol.
Cá vos esperamos com a certeza de que não iremos apedrejar a vossa casa do FPC em Lisboa.
Do Amigo Lampião

Dragaopentacampeao disse...

Derrota merecida pela falta de organização, lentidão, falta de dinâmica, displicência, deserto de ideias e ineficácia.

Foi penoso ver tantas falhas comprometedoras e de palmatória. Vulgaridade absoluta frente a um adversário fraco, que se limitou a pressionar alto e tirar proveito dos sucessivos erros adversários.

O FC Porto demonstrou estar a atravessar um período periclitante, não conseguindo disfarçar as faltas de Álvaro Pereira e Falcao.

A eliminatória ficou praticamente decidida.

Um abraço

João disse...

Um apontamento aparte. Alguém conhece este blog infiltrado http://souportistacomorgulho.blogspot.com/ ?

Já acompanho o blog há mais de 2 anos no google reader, portanto faço uma moderada ideia do que estou a falar. Volta e meia o autor lá se descose e nota-se nitidamente o vermelho por baixo do aparato. Segundo percebo, há uma associação qualquer ao Colectivo Abrantes (há um link para o blog Câmara Corporativa em todos os posts, blog anónimo de assessores do Governo, conhecido na blogosfera por fazer, sob a capa do anonimato, o trabalho sujo e indelicado que o Governo e PS não querem fazer) portanto já se está a ver a estirpe destes merdas.

O blog faz ponto de honra de tentar minar toda e qualquer doutrina mainstream, digamos assim, do FC Porto, fazendo-se passar por um adepto que não vai com a manada enquanto se desfaz em críticas e ridículos a tudo quanto é jogador, treinador, director, responsável ou projecto do FC Porto. É relativamente frequente, a título de exemplo, ridicularizar os posts "Labaredas" no site do FC Porto e referir-se a eles como fogachos. O presidente e treinador do Porto são quase sempre ridicularizados nos posts, os jogadores mais mediáticos reduzidos, as arbitragens em nosso prejuízo menorizadas,.. isto é praticamente certo em todos os posts. Quando há um post mais abonatório, se repararem, há sempre uma referência súbtil de mouro aziado a qualquer coisa para cortar na moral.

Fora isso, é o assessor mouro normal, muito pouco para fazer, tem tempo para transcrever todas as crónicas do MST, FJV e Álvaro Magalhães para tentar manter a capa, tem tabelas para tudo, estatísticas até meter nojo e pronto. Mas para quem acompanha a página há muito tempo (e o próprio autor já fez referência ao receber vários mails a acusá-lo de ser infiltrado, portanto não fui o único a reparar), não engana.

A minha proposta é que os blogs que têm um link para a página deste(s) retardado(s), que nem comentários permite (já o Câmara Corporativa também os selecciona antes de publicar, o que é muito raro em blogs do género) o retirem logo que possam ou em alternativa o movam para uma secção aparte - pá sugestão top of mind "Encornados em Crise Existencial", "Milhafres Confusos" não sei.. isto para que os adeptos tenham noção do que ali se passa e se corte o fluxo lá.

Muito obrigado.