quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

A «foto do dia» - Co Adriaanse e a Taça

Foi o último troféu que Co Adriaanse conquistou como treinador. Depois de alguns anos a orientar equipas com menor ambição que o FC Porto, o técnico holandês conquistou logo dois troféus na sua estreia em Portugal. Depois do campeonato, seguiu-se a conquista da Taça de Portugal (na foto) frente ao Vit. Setúbal. Apesar de durante toda a sua carreira não ter vencido competições prestigiantes, Co Adriaanse coleccionou alguns feitos e distinções de valor. Em 1986 e 1989 foi o responsável principal pela subida à primeira divisão holandesa do PEC Zwolle e do FC Den Haag, respectivamente. Em 2004, ao serviço do AZ Alkmaar, e já depois de ter orientado o Ajax, foi considerado o melhor treinador holandês do ano (Troféu Rinus Michels), distinção que repetiria em 2006, ao ser considerado treinador do ano em Portugal.
Recentemente, a FIFA condenou o treinador holandês a pagar 1,15 milhões de euros de indemnização ao FC Porto, por ter rescindido o contrato com o clube sem justa causa. O Comité do Estatuto do Jogador da FIFA considerou que as explicações do treinador "contêm várias contradições e que este é o responsável pela quebra do contrato de trabalho, de forma unilateral". O caso remonta a 9 de Agosto, quando, a dez dias do arranque oficial da época, o treinador holandês abandonou o FC Porto no estágio que realizava na Holanda.
Uma mancha na carreira do controverso Co Adriaanse.

5 comentários:

Anónimo disse...

Amigo Ricardo Vara:


Grato por lembrar o treinador que, quanto a mim, a seguir a Yustrich foi o melhor.

Técnica mas, sobretudo, disciplinarmente.

Mentira?

Vejam o que se passa com Quaresma.
Jamais será o mesmo pós... Adrianssen

Cajó disse...

Muito bom treinador de ciclismo. Nesse ano faziam o "Tour" sem problemas!

Anónimo disse...

Cá está o «cão cajó», como alguém lhe chamou. Vê lá se és atropelado.

Paulo Moreira disse...

Foi mais um dos muitos treinadores que chegaram ao Futebol Clube do Porto sem um unico troféu no curriculo e saíu Campeão.

Abraço

http://estrelas-do-fcp.blogspot.com/

Anónimo disse...

Como o Artur Jorge, não foi amigo Paulo Moreira?

A única diferença entre os dois é que:

- um (Artur Jorge) manteve-se, apesar da «cena da sobremesa» (coadjuvado pelo «palmelão», que sempre lhe foi fiel);

- e o outro (Co Adriaansen) saiu, depois da «cena do jantar» (coadjuvado pelo «ruizinho» que o viria a atraiçoar).

Mas ambos, reconheça-se, com bastante carácter.

Apesar das «divergências»... é um preazer «dialogar» consigo.

Um abraço