terça-feira, 21 de outubro de 2008

Correr muito não chega!

Pois é, corremos muito mas não corremos bem. Apesar da entrega e da disponibilidade física, foi um FC Porto pouco esclarecido e ainda menos organizado. É estranho porque o FC Porto de Jesualdo Ferreira habituou-nos a mostrar outra organização nesta altura da época. O Dinamo de Kiev acabou por ser o oposto, uma equipa pragmática e organizada. Também houve mérito dos ucranianos.
Apesar de não ter entrado mal no jogo, o FC Porto viu-se a perder naquele traiçoeiro livre directo de Aliyev. A partir daí, foi uma corrida contra o tempo. Apesar da forte pressão que exerceu na segunda parte, o FC Porto foi algo trapalhão e precipitado na procura do golo. Nesse período, notou-se a falta de organização da equipa nos últimos 30 metros. Com muitos jogadores desposicionados (Lisandro sobre a esquerda e Tarik como médio interior!), foi fácil ao Dinamo suster o futebol inconsequente do FC Porto. Grande rigor táctico dos ucranianos!
Apesar da derrota, fica a grande entrega dos jogadores do FC Porto, que acabou por ter um prêço nos últimos 10 minutos de jogo. A falta de fôlego foi evidente. Lisandro e Raúl Meireles, por exemplo, correram quilómetros e não mereciam perder este jogo. Impressionante a disponibilidade física de ambos!
Com a derrota de hoje, o FC Porto fica «encostado à parede». É importantíssimo vencer o próximo jogo. Mas atenção, este Dinamo esteve a vencer o Arsenal, em Kiev, até aos 89 minutos!
Se o Dinamo vencer em Kiev, o FC Porto fica praticamente fora dos Oitavos-de-final. Contudo, uma vitória permite-lhe chegar ao segundo lugar do grupo, pois o Dinamo somará 5 pontos e o FC Porto ficará com 6.
Depois da visita a Kiev, segue-se a deslocação a Istambul. O FC Porto já saiu por cima em piores circunstâncias. Confiança!

8 comentários:

Anónimo disse...

Com o jogo de ontem, ficaram nitidas as limitações da equipa do
Porto, e de alguns jogadores. Não dá para mais....

Célio Soares disse...

O treinador da NOSSA equipa deixou sair uma frase sem querer na flash interview, que revela bem o que se passa no Clube, "...fizemos o que podiamos, com os jogadores que temos...". Ora na minha opinião, um treinador que vai iniciar a sua terceira época num Clube, têm de ter o plantel que quer. A politica de contratações é uma doença no seio do NOSSO clube.

Caetano disse...

A equipa está a actuar à imagem do seu treinador. Já há muito defendo que Jesualdo não é um treinador à altura das exigências de uma equipa como é o FCPorto.

Quanto aos jogadores, é preciso ver que, ao contrário do que sucedeu na época passada, ontem o Porto apresentou (sem contar com o Nuno) 5 caras novas na equipa inicial e depois mais 2 nos jogadores que entraram nas substuições.

Se têm ou não qualidade, isso será outra história, mas também não foram eles que pediram para vir para o FCPorto nem foram eles quem estabeleceu o seu preço.

Quanto a Nuno continuo a defender que no momento actual parece-me o guarda-redes em melhor forma e também não me parece que deva ser rotulado de responsável na derrota de ontem. Sofreu um golo esquisito, é certo, mas num remate fortíssimo e no qual a bola descreveu uma trajectória estranha. Para mim mantém-se na baliza, até Helton recuperar o lugar com trabalho. Ou será que o guarda-redes não precisa de sentir que tem concorrência?

Para finalizar, os assobios... Eu pergunto, será que o facto de pagarem bilhete para o jogo é justificação suficiente para os adeptos transformarem o Estádio do Dragão num campo favorável ao adversário quando deveria ser totalmente o oposto? Parece-me que há gente mal habituada com os sucessos do FCPorto e que se deixaram amolecer no conforto de uma relação unidireccional: a equipa é que puxa pelos adeptos quando alturas há em que o oposto também deveria acontecer.

Como disse ontem El Comandante: "Era suposto puxarmos todos para o mesmo lado".

Venha o próximo. Eu acredito que o FCPorto ganha em Kiev.

http://zedobone.blogspot.com

Anónimo disse...

Diz o amigo «Caetano»:


«... Parece-me que há gente mal ha-bituada com os sucessos do FCPorto e que se deixaram amolecer no con- forto de uma relação unidireccio- nal ...»

De géneo...

Pena que não suficientemente explo-rado o conceito.

Achamos que ainda não perdeu a... oportunidade.

Estaremos atentos.

Concretize quem acha que se deixou
«amolecer no conforto».

Qual... «conforto»?

Será o que estamos a pensar?

Anónimo disse...

os problemas do fcp é o ordenado do cebola.
mas com o jesualdo não sei se conseguem passar aos oitavos.
o pinto da costa acho que não consegue comprar os arbitros estrangeiros,pelo menos por enquanto.
liedson resolve!
scpmigascp
força hertha

Anónimo disse...

«... não sei se conseguem passar aos oitavos ...»


Porquê? Há por aí algum familiar do «xinês» para apitar o jogo?

Miguel Barros disse...

Nada está perdido de facto. Relembro que há pouca épocas atrás (sem bem me lembro na época seguinte a ter vencido a Champions de 2004) o FCP partia para a 5ª jornada da fase grupos... eliminado. Nessa 5ª jornada foi a Moscovo vencer o CSKA e na última venceu em casa o Chelsea. Por isso...

Muito se falou aqui na qualidade de jogadores e nas competências do Jesualdo.

Em relação às qualidades devo dizer que se contratou muito,barato... e mediocre. O Cebola foi a excepção, e mesmo estando em baixo de forma é um jogador fantástico que vai acabar por calar a boca a muita gente.

Agora, Guarins, Benitez, Tommy Costas, e Sapunarus nem no Trofense ou paços de Ferreira tinham lugar. Não percebo a politica de contratações...

Ou melhor, até percebo, pois dá muito jeito ter um empresário como o senhor Jorge Mendes a trabalhar connosco... n é? O que é certo é que depois dele ter cortado relações com Pinto da Costa a maior parte das contratações do clube são uma miséria.
E aqui o grande culpado é o senhor Antero Henriques... que de futebol percebe muito pouco.

O mister Jesualdo está finalmente a revelar aquilo o que é: um bom treinador para uma equipa... do meio da tabela. Nunca para um clube com as ambições de um FCP, SLB, ou SCP.

Agora está-se a ver realmente o que ele vale, pois quando aqui chegou tinha herdado de Co Adriense uma equipa feita... Foi chegar ver e vencer... nada mais fácil.

Agora que é preciso construir uma equipa nova é que se está a ver realmente o que ele vale.

Sinceramente, digo e volto a dizer, foi um erro Pinto da Costa despedir tanto José Couceiro (um grande treinador quanto a mim... na linha de Mourinho) como o Co Adriense.

Definitivamente reforços precisam-se em Janeiro... sob pena desta ser uma época para esquecer...

Anónimo disse...

«... foi um erro Pinto da Costa despedir tanto José Couceiro (um grande treinador quanto a mim... na linha de Mourinho) como o Co Adriense ...»


Lemos bem?

... na linha de Mourinho, o José Couceiro?


Quanto ao apressado despedimento de Co Adriansen, aí sim, infelizmt concordamos.