terça-feira, 22 de julho de 2008

Não há insubstituíveis!

Hoje, na sua crónica semanal do jornal 'A Bola', Miguel Sousa Tavares mostrou-se indignado com a possível, e provável, saída de Ricardo Quaresma do FC Porto.
Os adeptos que defendem a continuidade de Quaresma estão a confundir a projecção do jogador com a importância que o mesmo tem para o FC Porto. Quando chegou ao FC Porto, Quaresma era um jogador cabisbaixo e com pouca confiança. Na primeira época, chegou a ser suplente durante grande parte da temporada (foi suplente com o Valência, na Supertaça europeia, e com o Once Caldas, na Taça Intercontinental, por exemplo). Agora, vale mais de 30 milhões de euros!
O relançamento da carreira do «Harry Potter», depois do fracasso em Barcelona, muito se fica a dever à confiança de Pinto da Costa, à teimosia de Co Adriaanse e à paciência de Jesualdo Ferreira. O FC Porto foi duas vezes campeão da Europa sem Quaresma, venceu 20 campeonatos sem Quaresma, foi campeão Intercontinental sem Quaresma, e por aí adiante... Por isso, não há razões para tanto alarido com uma transferência que vai permitir à SAD efectuar uma mais-valia magnífica, tendo em conta que o jogador chegou ao FC Porto... de graça!
Apesar de ser o jogador mais valioso do plantel, e da Liga portuguesa, a sua importância no «onze» do FC Porto acaba por não ser proporcional ao seu valor de mercado, mais um motivo para o FC Porto equacionar a sua venda nesta altura. Lucho Gonzalez e Lisandro Lopez, por exemplo, são muito mais importantes do que Ricardo Quaresma. Aliás, não troco o altruísmo da dupla argentina pelas trivelas do Quaresma. No FC Porto, não há milhões que comprem a cultura de vitória e o hábito de ganhar. É a mística que não tem prêço e não os activos do clube e da SAD!
José Mourinho foi dos primeiros a perceber isso depois de várias tentativas falhadas de voltar à Final da Liga dos Campeões após Gelsenkirchen. E vamos lá ver se vai conseguir atingir novamente a Final, isto porque a vontade de vencer e a própria história são muito mais importantes que os milhões gastos em contratações milionárias. Por isso, a opinião de MST parece mais um capricho do que um receio fundamentado. Ainda há portistas que não entendem a mística do clube!

6 comentários:

miguel87 disse...

Concordo plenamente! Aliás, a saida do Quaresma poderia trazer mais equilibrio á equipa. Se há saidas que não me causam pena, esta seria a maior delas sem dúvidas.

Anónimo disse...

Nem mais! Apesar dos coelhos que por vezes tira da cartola, Quaresma tem impedido algumas transacções rápidas, tão do agrado do Jesualdo. Sem Quaresma, o jogo do FC Porto vai fluir com mais naturalidade.

Anónimo disse...

Pois eu não concordo nada, e concordo com MST; e acho que é precisamente ao contrário..não percebo os portistas que embirram com o Quaresma, e para o justificarem lembram-se de falar nisso da "mistica" do clube; objetivamente, desportivamente, o Quaresma é uma mais valia para o Porto; se ficassemos este ano com um trio de Lisandro, Quaresma e Rodriguez seria provavelmente um dos melhores ataques que temos tido nos últimos muitos anos..e com tarik e mariano no banco. porque é que querem que o Quaresma vá embora?! Para além disso, para quem gosta de falar na mistica do clube, auilo que sim é preciso avaliar é que ele é um dos poucos potrugueses que temos na equipa.. vamos ficar com quem, o bruno alves e o Meireles?!e o resto cheio de sul americanos?? parece uma equipa da feira, independentemente da qualidade que se sabe existir..na feira também há qualidade. Isso sim é que é preciso saber avaliar; o Quaersma é o jogador mais conhecido do porto, que mais videos vale no youtube, etc..é com jogadores como ele que se conquistam adeptos estrangeiros. em qualquer parte do mundo que se veja futebol, ouve-se o nome do porto muito associado a ele. mas claro terá que sair um dia, mas que seja pelo valor prometido, por que de facto ficamos prejudicados sem ele; ainda pra mais depois de "venderem" o alan ao braga e dispensarem o pitbull...

Drakonyaz disse...

Não consigo entender o porquê de tanto extermismo quando o assunto é Quaresma.

De um lado uns defendem a sua saida como a melhor e talvez unica solução. Do outro lado temos os que defendem a sua continuidade como fundamental e talvez a salvação do FC PORTO.

Penso que ambas estão erradas, o Quaresma é um jogador de valor inquestionável e muito útil ao nosso clube, por isso a sua manutenção no clube era positiva, mas se sair também não será nada de outro mundo, o FC PORTO teve sempre grandes jogadores (alguns de valor muitissimo superior ao Quaresma) e sobreviveu à sua saida.

A confirmar-se a sua saida, só tenho de lhe agradecer o trabalho desenvolvido no FC PORTO e desejar-lhe as maiores felicidades desde que essas não choquem com a felicidade do FC PORTO.

PS: Reconheço que até hoje o unico jogador que cuja saida me desiludiu bastante foi o Fernando Gomes.

Anónimo disse...

A valia de Ricardo quaresma, não tem nada a ver com a mística do clube. Nem tão pouco com a mais ou menos valia no plantel. Tem a ver com arte. Claro que tenho pena de o ver partir. Vai sair, talvez o única verdadeiro artista de futbol, ainda existente. Ver o quaresma jogar é como ir ao teatro, a um museu ver uma obra de arte. Vai embora, paciência. mas ele não tem comparação com mais nenhum futebolista, é um artista, ele próprio uma obra de arte. Paciencia, vamos continuar a ser campeões sem ele, mas era mais bonito com ele.

Anónimo disse...

Depois da saída do Alan, os extremos que ficam no FC Porto são o jovem inexperiente Candeias, o "gordo" Mariano Gonzalez e o fantástico, mas fisicamente frágil, Tarik Sektiuoui. Resta-nos Cristian Rodriguez, mas é pouco!