terça-feira, 30 de setembro de 2008

Fomos um barco à deriva!

A vontade de comentar o jogo não é muita. Foi um FC Porto triste, sem chama, resignado e sem personalidade. Um FC Porto submisso!
Depois das fraquinhas exibições das últimas semanas até se adivinhava a derrota frente ao Arsenal. Com o que não contávamos era com o baixar dos braços por parte dos jogadores do FC Porto. Em vez de lutar, o FC Porto prestou vassalagem ao carrosel dos ingleses. E pensar que até podíamos ter marcado primeiro! Mas se assim fosse, sería apenas um balão de oxigénio porque os 'gunners' estiveram de facto muito fortes. Futebol total do Arsenal!
Apesar de na primeira parte o FC Porto ter dividido o jogo em oportunidades de golo, o Arsenal pareceu sempre mais forte. Bastava um esticão do possuído Theo Walcott para a defesa do FC Porto ruir. Apesar da falta de experiência europeia de mais de metade da equipa (7 jogadores fizeram hoje apenas o segundo jogo na Champions), pedia-se mais nervo e menos descrença.
Quanto à segunda-parte, foi um pesadelo. Final confrangedor! Sem comentários!
Contudo, veio uma boa notícia de Istambul: Fenerbahçe e Dynamo de Kiev empataram. Sendo assim, o FC Porto fica em segundo lugar do grupo e recebe os ucranianos na próxima jornada. Se FC Porto e Arsenal vencerem, cava-se uma diferença entre os actuais dois primeiros classificados do grupo e os outros. A próxima jornada será fundamental para o FC Porto. É importantíssimo vencer o Dynamo!

6 comentários:

Anónimo disse...

UM BARCO À DERIVA E COM UM ARSENAL DE BOLAS NA PROA!

Ricardo disse...

Boas,

Muito sinceramente não sei o que se passou por ali, eu já sabia que os laterais do FCPorto eram débeis, visto termos perdido a SuperTaça por causa dos mesmos na minha perspectiva, mas pecamos também por ter um Lucho em subrendimento, acho que ele não devia ter entrado, pode ter agravado a lesão.


Um abraço.

Jorge da Silva disse...

Este texto diz quase tudo!
Fomos uma equipa totalmente amorfa,sem ideias e perdida.Sim,bem se podia ter feito 2 golos mas,ao que vi,o Arsenal marcava 6 ou 7 para nosso desespero se preciso fosse!
A culpa na sua maioria terá de ir inteirinha para o mister Jasuss..aldo e seu adjunto,que o melhor que este fez foi descer equipas!Temos muitos jogadores sem classe para envergar as nossas cores mas ai a culpa tambem tera de ser atribuida á SAD........
A ver vamos...Domingo lá estarei em
Alvalade para gritar bem alto :
POOOOOOOOORRTTOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

Anónimo disse...

Em minha opinião até não esteve muito mal, só perdemos por 4, porque poderiam ser muitos mais.

É uma boa altura para aqueles que fizeram as contratações reflectir, muito mau…..

Carlos Ferreira disse...

Um treinador que não consegue ganhar um jogo a um dos supostos grandes do futebol português, vai a Liverpol ensaca 4, Londres mais 4, não tirando o mérito a alguns bons jogadores que estão no plantel não será que fomos campeões por os nossos mais directos adversários serem irregulares!? Por cobardia da parte do treinador somos eliminados da Champions League contra o Shalke 04. Mais palavras para quê?
Aonde está o Paulo Machado? Jogador português, criado nas escolas com a mística da casa, Vieirinha, Bruno Gama, Helder Barbosa, Sérgio Organista, e muitos outros, que mostrou Candeias até agora a não ser o apoio da imprensa a louvá-lo.
Muito haveria para dizer mas já está muito longo este comentário, deixando aqui um agradecimento ao moderador deste blog e os prabéns pelo mesmo.
Obrigado.

Anónimo disse...

Amigo Ricardo Vara


Repare nestes desabafos:

«... É uma boa altura para aqueles que fizeram as contratações reflectir, muito mau…...»

«... Temos muitos jogadores sem classe para envergar as nossas cores mas ai a culpa tambem tera de ser atribuida á SAD ...»


Pois é, «casa roubada... trancas à porta».

Mas,

Uma vitória (muito desejada mas improvável) em Alvalade e tudo se esquece.

E, assim, estes «desabafos» (mais que certissimos) deixarão de ter sentido... até um novo (indesejado mas provável) desaire.


PS. - Só «interviemos» porque foi com muita tristeza que «recebemos» a prenda (mas que prenda...) pelo nosso, hoje, 44º aniversário de ligação associativa ao FC PORTO.

Cumprimentos.